Mistério da Economia: para quê? Extinga-se!

Manuel Pinho

Se o Movimento Para a Liberdade tivesse força em Portugal, o primeiro Ministério a ser extinto seria o Ministério da Economia.

O que faz este Ministério de mais valia para a Nação, ou concretamente para a vida dos cidadãos que habitam as cidades, vilas e aldeias de Portugal, alguém saberá dizer concretamente? Negócios com os amigos, sempre com o nosso dinheiro?

Distribuem o dinheiro da União Europeia? Não precisamos do Estado, para gerir os incentivos à indústria, ao comércio e aos serviços! Até porque esse dinheiro nunca se sabe muito bem como vai parar a certas mãos. Se o Estado deixasse em paz os empresários (sem impostos, sem taxas e taxinhas, sem regulamentos, sem imposições de qualquer tipo), nem estes necessitavam das famosas ajudas da CEE!

Os empresários sérios, que não gostam de viver das prebendas do Estado, não necessitam dos organismos deste Ministério para entabular contactos com as empresas estrangeiras a fim de estabelecerem relações comerciais. Exporta-se e importa-se neste país sem necessidade do Estado. Ao contrário, este só atrapalha com regulamentos, taxas, proibições, etc…

Quem são os empresários que acompanham as comitivas dos ministros ao estrangeiro? Os pedintes do Estado: os grandes elefantes!

Não foi o Sr. Manuel Pinho ministro da Economia? Que ganhou o País com isso? Verificamos agora que se não existisse esse Ministério, os cidadãos tinham ganhado milhões, pois não tinham de andar a pagar, com a sua propriedade privada (dinheiro dos seus impostos), as negociatas deste senhor!

Acabe-se com este Ministério. Os seus funcionários seriam mais produtivos em casa!!!