Lei Natural

Ley-natural

OS TRÊS PRINCÍPIOS DA LEI NATURAL

 1. O princípio generalíssimo da Lei Natural:

                                   O BEM DEVE SER FEITO E O MAL DEVE SER EVITADO.

Outro princípio idêntico a este proferido por Jesus Cristo:

                                 TUDO O QUE DESEJAIS QUE OS OUTROS VOS FAÇAM, FAZEI-O TAMBÉM A ELES. (Mt. 7, 12)

O princípio generalíssimo da Moral desdobra-se em três princípios gerais da Moral.

 A. PRIMEIRO PRINCÍPIO GERAL DA MORAL: A VIDA FÍSICA É UM BEM E DEVE SER CONSERVADA.

 a) Este princípio é conhecido por todos sem ser preciso  ser ensinado, por que todos o conhecem, pelo instinto de conservação, que é inerente à natureza.

b) Nenhum ser humano quer ser morto, e, se alguém tenta matá-lo, ele defende-se.

c) Todos sabem  que a vida é um bem. Disso decorre que qualquer ser humano sabe que não deve matar outro ser humano, e nem atribuir a morte a si próprio.

d) É totalmente reprovada a agressão física ou psíquica sobre o outro.

e) É reconhecida a legítima defesa, que é um dever para quem é responsável por outras pessoas.

f) Por esse primeiro princípio, então, todos conhecem o Quinto Mandamento: Não matarás.

g) Todavia, pode matar-se alguém, impedindo que ele coma, tirando-lhe a comida que o faz sobreviver. Por isso, pelo mesmo instinto de conservação, qualquer pessoa sabe que deve respeitar a propriedade alheia.

h) Daí, todos conhecerem que não se pode atentar contra a propriedade privada, retendo, danificando ou furtando o que é de outro. Todos conhecem, pelo instinto de conservação, que não se pode roubar.

i) Todos conhecem, portanto, o Sétimo Mandamento: Não roubarás.

j) Assim como o Décimo Mandamento: Não cobices as coisas alheias.

B. SEGUNDO PRINCÍPIO DA LEI NATURAL: A VIDA DA ESPÉCIE É UM BEM E DEVE SER CONSERVADA.

a) Este princípio é-nos ensinado pela instinto sexual.

b) Todos os seres humanos buscam propagar a espécie pela reprodução sexual.

c) A morte é algo que violenta a nossa natureza. A vista de um cadáver é desagradável e repugna-nos. A vista de uma multidão massacrada abala-nos, porque nos coloca diante dos olhos a possibilidade da extinção da humanidade.

d) Conservar a vida da humanidade é um bem, e isto é-nos patente pelo instinto de reprodução.

c) Tudo o que viola a finalidade do sexo, que é a manutenção da espécie pela reprodução sexual, é visto como mal. Por isso, em todos os povos, o adultério era normalmente punido. Na Roma pagã o casamento era monogâmico e indissolúvel. Havia a profecia de que Roma pereceria quando não gerasse mais virgens, isto é, homens e mulheres que controlassem plenamente os seus instintos, isto é, que não vivessem para o prazer, porque, quando um povo vive para o prazer e foge da dor, deixa de haver heróis e, por isso, extingue-se.

d) Portanto, todos os povos conhecem, por natureza os mandamentos relacionados com o sexo, e que são:

Quarto Mandamento: Honrar pai e mãe.

Sexto Mandamento: Guardar a pureza e a castidade segundo o seu estado (casado, solteiro…).

Nono Mandamento: Não cometer adultério.

e) Estes mandamentos mostram que se faz sempre uma distinção entre o acto procriador visando dar vida, — que é acto honroso — do acto da prostituta, que não visa dar vida.

C. TERCEIRO PRINCÍPIO GERAL DA MORAL: A VIDA INTELECTUAL E ESPIRITUAL É UM BEM E DEVE SER PRESERVADA.

a) É evidente que qualquer ser humano detesta ser enganado. Isto demonstra a nossa tendência para a verdade.

b) Dessa tendência natural para conhecer a verdade decorrem os mandamentos relativos a Deus, a Verdade Absoluta, e o  que nos manda testemunhar o certo:

Primeiro Mandamento: Amar a Deus sobre todas as coisas: a Verdade, o Bem e o Belo absolutos.

Segundo Mandamento: Não violar a palavra dada.

Terceiro Mandamento: Reconhecer o Senhorio de Deus sobre todas as coisas.

Oitavo mandamento: Não prestar falso testemunho nem faltar à Verdade.